Bem Estar » Dezembro Vermelho – Mês de conscientização e luta contra a AIDS
Bem Estar

Dezembro Vermelho – Mês de conscientização e luta contra a AIDS

dezembro vermelho
O mês de dezembro foi escolhido pelo Ministério da Saúde em razão do Dia Mundial contra a Aids, celebrado no mundo inteiro em 1º de dezembro.

A Mobilização Nacional Dezembro Vermelho tem por objetivo sensibilizar a população sobre a prevenção e o tratamento precoce contra o HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana), a Aids (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST).

Segundo o o gerente de Infecções Sexualmente Transmissíveis da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Sérgio Dávila: “Neste ano, o alerta é para a importância da adesão ao tratamento, pois quanto mais precoce e adequado ele for, a carga viral, que é a quantidade de HIV no organismo, será indetectável, impedindo a pessoa de adoecer, desenvolver Aids e até mesmo de transmitir o vírus para outra pessoa, tornando-se, também, importante aliado na prevenção de novos casos”

Dados da AIDS

Até o final de outubro de 2018, houve 635 notificações de HIV e 261 de Aids em 2018, segundo dados epidemiológicos da Secretaria de Saúde do DF. Já ao longo de 2017, foram 645 casos notificados de HIV e 334 de Aids. (dados obtidos em http://www.saude.df.gov.br/dezembro-vermelho-conscientiza-sobre-tratamento-e-prevencao-ao-hiv-aids/ )

Segundo reportagem do Estadão, estima-se que o Brasil teve um aumento de cerca de 21% no número de infecções pelo vírus HIV, desde 2007. A alta nacional destoia da tendência mundial – apesar da estagnação dos esforços para erradicar a doença, ainda sem cura, grande parte dos países conseguiu diminuir o surgimento de novos casos.

A maior tendência de crescimento da AIDS está entre os jovens do sexo masculino, na faixa etária de 15 a 24 anos. Dávila ainda complementa que “Observa-se que, no início da década, os casos entre os jovens da faixa de 15 a 24 anos representavam cerca de 2% dos casos anuais e, atualmente, eles já representam cerca de 10%”.

Necessidade de prévia detecção e tratamento

O aumento da detecção dos casos de HIV e a redução dos casos de AIDS está explcado pelo aumento da oferta de testagem na rede pública de saúde dos estados e municípios.

Com a rápida detecção é possível estabelecer um tratamento adequado, com os antirretrovirais apropriados, o que garante uma vida quase normal. Tal fato ocasionou a queda de mortes decorrentes da AIDS nos últimos anos.

No Brasil, todas as pessoas tem direito ao tratamento da AIDS de forma gratuita. Os principais benefícios são a diminuição das complicações relacionadas às infecções pelo HIV, redução da transmissão do vírus, melhoria da qualidade de vida da pessoa e diminuição da mortalidade.

Dados coletados em http://www.aids.gov.br/pt-br

A vida é mais forte que a AIDS

A Livehere apoia o Dezembro Vermelho! Conscientização, prevenção e tratamento são as principais formas de combate à AIDS. Proteja-se: Use camisinha.

Deixe uma avaliação!

Classificação 0 / 5. Votos: 0

LiveHere no Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Confira