Estudantes » Guia do universitário: alugar o primeiro imóvel
Estudantes Mercado Imobiliário

Guia do universitário: alugar o primeiro imóvel

Chaves imóvel alugado
O blog Lei do Inquilinato na Prática vai te dar algumas dicas para alugar o seu primeiro imóvel sem dores de cabeça
Publicidade:

Encontrar e se mudar para seu primeiro imóvel de aluguel pode ser uma experiência incrível, mas inicialmente pode parecer assustadora. Ainda mais para quem acaba de deixar a casa dos pais para fazer faculdade e morar em uma nova cidade.

Mas fica calmo, aqui você universitário que vai alugar um imóvel pela primeira vez vai encontrar algumas dicas de sobrevivência para realizar uma locação rápida, segura e sem burocracia. Tudo isso deixando que você curta os possíveis melhores momentos em sua nova etapa de vida e estude muito!

A locação de imóveis nada mais é que o encontro de duas vontades, uma do locatário que precisa de uma casa para morar e outra do locador que possui um imóvel que deseja alugar.

Porém, para que isso venha acontecer é necessário passar por algumas etapas até chegar ao contrato assinado e a entrega das chaves. Vamos passar juntos pelas etapas cruciais dando dicas para ficar tudo mais simples, confira:

Onde morar?

A primeira etapa é saber qual região você quer procurar um imóvel, quanto mais perto da sua universidade melhor, devido à mobilidade. Entretanto, fique atento, alguns campus são longe de supermercados, farmácias, academias e a galera acaba morando em outras regiões da cidade.

Então, selecione os bairros que estejam dentro desse raio de proximidade, do campus ou de onde a maioria dos veteranos moram, para iniciar sua pesquisa. Caso você ainda não saiba muito bem onde fica a sua universidade ou onde a galera costuma morar, procure alguém do segundo ou terceiro do curso para te ajudar a fazer a melhor escolha.

Algumas plataformas online podem facilitar o trabalho de busca, como o caso da LiveHere, a partir dessa seleção inicial você poderá verificar os preços, estrutura e localização. A partir disso, você pode identificar o que está dentro da sua necessidade e condições financeiras, para ter o primeiro contato e agendar uma visita.

Ao agendar para conhecer o imóvel veja se ele encaixa a sua expectativa de moradia. Observe o estado de conservação e demais pontos relevantes para você.

Quais as documentações necessárias?

Como você universitário, muita das vezes calouro, está alugando seu primeiro imóvel, não terá referências de locações anteriores. Mas não se preocupe, seus pais, ou colegas de faculdade que já tiveram experiências podem te ajudar.

A documentação pode variar de imobiliária para imobiliária, mas existe uma documentação básica de identificação pessoal, como RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de renda. Em algumas imobiliárias se exige cheque-caução, fiador e outros documentos, é importante pedir uma checklist do que é necessário.

No caso da Livehere, os documentos básicos de identificação e a comprovação de renda garantem a locação. A comprovação de renda o valor do aluguel mais encargos (condomínio, e IPTU, quando houver) não pode ultrapassar 30% da renda apresentada. Sendo possível juntar mais e uma renda, mesmo que essa pessoa não vá de fato morar no imóvel.

É normal o locador, ou a administradora, realizar uma pesquisa cadastral, ou seja, uma verificação nos órgãos de crédito, como SPC e SERASA, para obter segurança. Mas, você inquilino, não pode ser cobrado pela análise conforme a Lei do Inqueilinato, então fique atento caso haja essa cobrança indevida!

O contrato

No caso de imobiliárias tradicionais existe toda uma tramitação em cartório, duas vias devem ser assinadas presencialmente pelo locador, locatário e, quando houver, o fiador.

Quando a locação ocorre a distância, como acontece algumas vezes com os universitários que vão mudar de cidade, nas imobiliárias tradicionais o contrato deve ser enviado por correio para todas as partes que deverão assinar. Então, é legal ter um bom planejamento para não perder prazos ou até mesmo imóvel desejado.

No caso da Livehere, após a aprovação cadastral você deve assinar o contrato, juntamente com a outra pessoa que está sendo locatário solidário mediante a participação de complementação de renda, se este for seu caso. Ou seja, se tiver mais alguém oferecendo o comprovante de renda além de você ou do seu responsável, essa pessoa também deverá assinar o contrato.

Hoje existe a facilidade do contrato digital, que pode ser assinado com maior comodidade, sem a necessidade de reconhecimento de firma. Porém, não deixe de ler, com essa velocidade do mundo de hoje o locatário pode acabar não se atentando a alguns termos contratuais.

A entrega das chaves

Com o contrato assinado você receberá a chave da sua nova casa! =)

Poderá marcar sua mudança, mas uma dica: verifique se no condomínio há horários predeterminados para realizá-la. É importante se atentar a vistoria de entrada, que é um documento que deve constar todas as condições do imóvel no momento da sua entrega, confira se tudo bate e, caso não já não incluía, peça fotos. Toda essa cautela pode te salvar no momento da entrega do imóvel que deve ser devolvido nas mesmas condições em que você o recebeu. 

Dica de amigo: não leve tudo o que você tem para o seu novo lar. Ainda mais se a cidade onde a sua família reside for perto da cidade da sua faculdade, liste o que é essencial, pode ser um bom momento para doações. Caso você tenha um animal de estimação, verifique antes se é permitido em seu contrato.

Também é importante, sendo um estudante universitário agora como locatário, que respeite as regras de convivência, está tudo acessível pelo Regimento Interno do prédio. Nessa fase, onde sempre estamos rodeados de amigos, tanto para trabalhos de faculdade, quanto para confraternizações é bom salientar que barulho só é permitido até às 22h. Sempre é bom manter a boa convivência.

Construa seu lar!

Ufa, agora você tem uma moradia que vai te proporcionar condições fundamentais para poder concluir sua universidade com total tranquilidade. Além de ser o local onde passará bons momentos em sua vida.

Então, cuide dela como se fosse sua, porque será por um tempo, né? Dê sua cara para o seu novo lar, decore do seu jeitinho, sempre pensando nas formas mais simples de fazer isso para não ter problemas no momento da entrega e zele pela sua casinha. O proprietário do imóvel tem obrigação de deixar em condições plenas de habitação no momento da entrega, mas a partir da sua entrada, você também deve fazer a sua parte, cuidando da sua manutenção.

Sabemos que tudo é muito novo para você, segue nosso guia ilustrado para facilitar ainda mais a sua jornada em busca de um imóvel ideal.

Daihane Cézar – Consultora & Avaliadora de Imóveis. Co-Fundadora do Blog Lei do Inquilinato na Prática, um canal exclusivo sobre locações de imóveis

Deixe uma avaliação!

Classificação 5 / 5. Votos: 1

Publicidade:

LiveHere no Instagram

O Danillo, morador da Livehere, contou pra gente como as facilidades do nosso processo de locação o ajudaram a realizar a assinatura do contrato e a mudança com rapidez e segurança.
Assista o vídeo para conferir o depoimento completo: https://youtu.be/Dz9x8nh6p7o
Seguro e sem burocracias #livehere 💙
Conheça o SALVAÊ, uma startup incrível parceira da LiveHere💙
⠀
⠀
O Salvaê é especialista em serviços de manutenção para universitários!
⠀
Está buscando rapidez, qualidade e preços acessíveis? Chama o Salvaê!
Contato: (19) 97130-6301
⠀
E mais: morador da LiveHere em Campinas tem descontos exclusivos nos serviços do Salvaê 😉
⠀
Dividir um lar nem sempre é uma tarefa simples, mas também pode ser muito legal! Conta pra gente com quem você mora ou gostaria de morar 😉

Imperdível!

Publicidade