Sustentabilidade » Maior buraco na camada de ozônio já visto sobre se fechou
Bem Estar Sustentabilidade

Maior buraco na camada de ozônio já visto sobre se fechou

Buraco na camada de ozônio se fecha no Ártico

Um buraco na camada de ozônio no Ártico atingiu o “nível recorde” em março e foi considerado o maior desde 2011, segundo a Organização Meteorológica Mundial da ONU (OMM).

A OMM explica que o fenômeno ocorrido no hemisfério norte foi causado por substâncias destruidoras da camada de ozônio que ainda estão na atmosfera e por um inverno intenso na estratosfera.

O ozônio estratosférico do Ártico atingiu seu nível recorde de 205 unidades Dobson, mostradas em azul e turquesa na imagem, em 12 de março de 2020.

“Esses dois fatores se combinaram para fornecer um nível muito alto de esgotamento, pior do que vimos em 2011. Agora, voltou ao normal novamente e o buraco no ozônio foi fechado”

disse Clare Nullis, a porta-voz da OMM.

Conheça mais sobre o assunto através do vídeo publicado:

Após o buraco fechar a OMM foi indagada se o fato de ter menos poluição durante a pandemia havia desempenhado algum papel que contribuísse para o fechamento do buraco. “Isso não tem nenhuma relação com a COVID”, respondeu a porta-voz.

Além da OMM, o Serviço de Monitoramento Atmosférico (CAMs) da Copernicus, que monitora o buraco, também disse que a queda nas taxas de poluição provavelmente não é a razão do fechamento do buraco.

A terra estava precisando de um descanso você não acha? Precisamos rever nossos conceitos de consumo enquanto seres humanos para que possamos desfrutas de momentos únicos com nossa família.

Deixe uma avaliação!

Classificação 5 / 5. Votos: 9

LiveHere no Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Confira