Vida Universitária » Olimpíada Nacional de História do Brasil: Nordeste leva 59 das 75 medalhas
Vida Universitária

Olimpíada Nacional de História do Brasil: Nordeste leva 59 das 75 medalhas

Olimpíada de História do Brasil
A 10ª edição da Olimpíada Nacional de História do Brasil (ONHB), realizada em 2018, garantiu ao Nordeste o maior número de medalhas do evento.
Publicidade:

A 10ª edição da Olimpíada Nacional de História do Brasil (ONHB), realizada em 2018, garantiu ao Nordeste o maior número de medalhas do evento. 

Os estudantes nordestinos conquistaram 59 medalhas, de um total de 75, que foram entregues ao final da competição, realizada em Campinas, São Paulo. Os participantes eram estudantes do 8º e 9º ano, ensino fundamental, além de estudantes de todo o ensino médio. Foram 57 mil inscritos desde a primeira fase e aproximadamente 1.200 chegaram a final.

ONHB

Os estados que mais se destacaram foram Ceará (25 medalhas: 11 bronze, 9 prata e 5 ouro) e Rio Grande do Norte (13 medalhas: 7 bronze, 5 prata e 1 ouro). Depois, aparecem Pernambuco (15 medalhas: 6 bronze, 5 prata e 4 ouro), Bahia (4 medalhas: 3 bronze e 1 prata) e Paraíba (2 medalhas: 1 bronze e 1 prata).

Quando acontecerá a 11ª edição da Olimpíada Nacional de História do Brasil

Olimpíada Nacional de Historia do Brasil

Nesse ano, a 11ª edição terá sua grande final no dia 17 de agosto e promete muito, já que as demais regiões estão se preparando muito para a disputa. A cerimônia de premiação será no dia seguinte, 18 de agosto. As inscrições se encerraram em abril e a grande final será no próximo mês.

Sobre a Olimpíada Nacional em História do Brasil

A Olimpíada Nacional em História do Brasil é um projeto de extensão da Universidade Estadual de Campinas, desenvolvido pelo Departamento de História por meio da participação de docentes, alunos de pós-graduação e de graduação. É coordenada pelas profas. dras. Cristina Meneguello e Alessandra Pedro.

Em suas nove edições a ONHB firmou-se como uma empolgante competição para equipes de oitavo e nono anos do ensino fundamental e do ensino médio de todo o Brasil, trazendo uma proposta inovadora de estudar a história do Brasil, abordando temas fundamentais a partir de documentos históricos, imagens, mapas, textos acadêmicos, pesquisas inéditas e debates historiográficos.

Como funciona

A competição conta com seis fases online, além da final presencial realizada na Unicamp, em Campinas-SP. As provas são realizadas durante as etapas – com duração de uma semana cada – pelas equipes formadas por um professor de História e três alunos.  As respostas (questões de múltipla escolha e realização de tarefas) podem ser elaboradas pelos participantes com base em debate com os colegas, pesquisa em livros, internet, orientação do professor, além de uma gama de documentos e referências oferecidas.

Ao completar as seis fases online, as equipes finalistas participam da grande final presencial na Unicamp, nos dias 17 e 18 de agosto. Na final, os grupos realizam uma prova dissertativa no sábado e, no dia seguinte, participam da premiação com entrega de medalhas.

“A Olimpíada de História tem como principal objetivo incentivar o desenvolvimento da análise crítica e discussões sobre os mais variados assuntos. Para que isso seja possível, oferecemos nas provas e tarefas informações, textos, imagens e mapas para que embasem a elaboração das respostas”,

explica a professora do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp e coordenadora da ONHB, Cristina Meneguello.

O principal diferencial da ONHB em relação a outras competições é que ela não exige que os alunos tenham conhecimento do assunto previamente, uma vez que a metodologia permite que a equipe discuta, pesquise e analise as questões entre si, com apoio do professor. Além disso, por meio dos conteúdos e do estudo aprofundado dos temas em História do Brasil, a Olimpíada ajuda a preparar os participantes para vestibulares, concursos e prova do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), entre outros.

“Ao longo desses anos, pudemos perceber que a metodologia contribui de forma bastante significativa com o ensino de História em sala de aula, incentivando o trabalho em equipe e o desenvolvimento da análise crítica”

explica a coordenadora

A primeira fase teve início dia 6 de maio, finalizando a sexta etapa em 15 de junho. Após as seis fases, 200 equipes foram classificadas e convocadas para a final presencial. O projeto tem apoio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e é desenvolvido pelo Departamento de História por meio da participação de docentes, alunos de pós-graduação e graduação.

Informações

Mais informações, regulamento e inscrições no site: olimpiadadehistoria.com.br

Deixe uma avaliação!

Classificação 5 / 5. Votos: 7

LiveHere no Instagram

Vai estudar Medicina na PUC - Sorocaba? Confira este apartamento incrível a apenas 5 minutinhos da faculdade! ✅
O imóvel está localizado no Jardim Santa Lucinda e conta com 2 quartos ,2 banheiros, 1 sala, 1 cozinha americana, área de serviço, 1 vaga de garagem coberta, área útil de 60 m² e um quintal de 120 m².
Quer conhecer? Manda um Whats pra gente informando o código LH52C 📲(19) 99229-1972
Anuncie grátis, alugue sem burocracias e receba em dia! Com a LiveHere é assim 💙
Tem um imóvel vago em Campinas ou São Carlos e quer alugar o mais rápido possível, com segurança e sem burocracias? A Livehere pode ajudar você, proprietário, a conseguir o morador ideal para o seu imóvel! 😁🏠 Somos especialistas em alugar imóveis para universitários e estamos ansiosos para conhecer o seu empreendimento!
Confira 5 motivos para alugar seu imóvel para universitários: http://bit.ly/imovel-para-universitarios
O Danillo, morador da Livehere, contou pra gente como as facilidades do nosso processo de locação o ajudaram a realizar a assinatura do contrato e a mudança com rapidez e segurança.
Assista o vídeo para conferir o depoimento completo: https://youtu.be/Dz9x8nh6p7o

Imperdível!

Publicidade